Novos estudos caraterizam futuros magistrados em Portugal

O CEJ disponibilizou os resultados de dois novos estudos que revelam as caraterísticas sociográficas dos auditores de justiça que integram os cursos de formação para os Tribunais Judiciais e para os Tribunais Administrativos e Fiscais.
06 dez 2021, 17:40










imagem da capa do estudo do CEJ

A “Coleção Estudos Sociográficos”, do Centro de Estudos Judiciários, acaba de ser reforçada com dois novos recursos, que demonstram a realidade sociológica dos futuros magistrados portugueses: o estudo relativo ao 37.º Curso de Formação de Juízes para os Tribunais Judiciais (2021-2023) e o estudo relativo ao 8.º Curso de Formação de Juízes para os Tribunais Judiciais Administrativos e Fiscais (2021-2023).Com este tipo de estudos, o CEJ pretende contribuir para um melhor conhecimento sobre os futuros magistrados portugueses, desenhando um retrato essencialmente sociológico numa fase em que são ainda aspirantes ao ingresso nas respetivas carreiras e tornando mais nítida a imagem-tipo do futuro magistrado português, tanto da Magistratura Judicial, como da Magistratura do Ministério Público.Os dados que sustentam as caracterizações foram recolhidos na base de dados informática que suportou o concurso de ingresso no CEJ, ou seja, inseridos pelos próprios Auditores de Justiça no momento da candidatura, servindo, posteriormente, de suporte ao processo administrativo individual.Juntamente com outros dados esta fonte permitiu recolher vários elementos que podem ser sistematizados em três grandes tipos: atributos sociodemográficos, como o sexo, a idade, a naturalidade, a residência, o estado civil e a atividade profissional exercida no momento da candidatura ao ingresso no CEJ; percurso académico, que inclui variáveis como o grau académico, a universidade de licenciatura, o ano de conclusão e a classificação final obtida nesta; e ingresso na formação inicial de magistrados, nomeadamente a via de acesso, a classificação final obtida no concurso de ingresso e o tempo decorrido entre a conclusão da licenciatura em Direito e o ingresso na formação inicial de magistrados.



Partilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin