Seguro automóvel até 60% mais caro se pago mensalmente

O tipo de trajetos habituais, a importância do carro como meio de transporte no dia-a-dia ou o lugar onde o veículo é guardado são alguns dos muitos fatores que devem ser tidos em conta quando se pensa nas coberturas de um seguro automóvel. Entre eles está também a modalidade de pagamento contratualizada com a seguradora. O pagamento anual é escolhido pela maioria dos utilizadores, dado que é também o mais barato, mas “não se adapta totalmente às novas necessidades de mobilidade e gestão de gastos das famílias”, alerta a MUDEY.

De acordo com dados da primeira plataforma em Portugal a permitir pesquisar, comparar, comprar e gerir totalmente online diferentes tipos de seguros de várias seguradoras, o pagamento mensal do seguro automóvel representa, na maioria dos casos, um aumento de 20% a 35% no valor, mas há mesmo contratos em que as diferenças podem ascender aos 60%. Tomando como exemplo um seguro com o custo de 300€/ano, o pagamento mensal poderia totalizar 480€ – mais 180€ do que o valor pago de uma só vez.

“A modalidade anual é, sem dúvida, a mais económica, mas implica um investimento muito avultado, feito de uma só vez, algo que muitas famílias não conseguem suportar com facilidade, sobretudo, no contexto economicamente delicado em que vivemos”, adverte Ana Teixeira, cofundadora da MUDEY.

“Para além disso, a utilização do automóvel tem vindo a alterar-se, ainda mais, durante este último ano. À procura por meios de transporte mais sustentáveis, juntou-se uma menor mobilidade urbana trazida, por exemplo, pelo teletrabalho. Surgem novas necessidades no mercado a que o setor segurador tem de dar resposta, de forma a tornar o seguro automóvel mais flexível e com valores mais equilibrados entre as modalidades de pagamento anual e mensal”, acrescenta.

Na MUDEY, que chegou ao mercado em julho do ano passado e que conta já com cerca de 5.000 utilizadores, cerca de 10% dos seguros automóvel registados têm pagamentos mensais. Do total de clientes que usam a plataforma para gerir os seus seguros automóvel, 22% referem que o carro não é o seu principal meio de transporte diário e 78% referem que não fazem viagens de longa distância de carro.

A insurtech portuguesa mostra aos utilizadores, de forma independente e gratuita, opções de seguro automóvel de cinco seguradoras. A estas juntam-se mais seis em 13 tipos de seguros diferentes (vida proteção e vida crédito, saúde, dentário, casa, viagem, empregada doméstica, acidentes pessoais, família, criança, bicicleta, trotinete e investimento), a que a MUDEY quer continuar a adicionar novas seguradoras parceiras e, em média, um novo tipo de seguro por mês.

A MUDEY recorre à desmaterialização de processos e à inteligência artificial para garantir uma operação totalmente online, expondo de forma simples e transparente as soluções que melhor se adequam às necessidades e interesses de cada cliente.

Partilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin