Spotify Portugal registra aumento do interesse dos jovens pelo RAP

O interesse dos jovens portugueses pelo RAP (do inglês Rhythm And Poetry) vem aumentando nos últimos anos. Para se ter uma ideia, somente no Spotify – o maior serviço de streaming de áudio do mundo -, esse crescimento foi de 150%, comparando janeiro-agosto de 2018 a janeiro-agosto de 2021. Dos 10 estilos de música mais ouvidos em Portugal no Spotify, 5 são rap ou subgénero/fusão de rap.

Em 2021, o chamado “Rap Tuga” esteve (e continua) em grande ascensão, e a sua popularidade é conferida também no Spotify. A plataforma analisou o género tendência do momento e concluiu que a Rap Tuga, por exemplo, é a segunda playlist portuguesa com a maior fidelidade semanal e também a segunda com melhor taxa de músicas guardadas, a seguir aos Hot Hits Portugal.

Desde 2020, a família de playlists no serviço dedicadas a este género cresceu: à Rap Tuga, criada em 2018, juntaram-se a Rap Tuga Hits Rewind, que foi criada em fevereiro de 2020, a Seda e Ganda Cena, criadas em 2021, a última sendo a mais recente de todas e focada na nova geração de jovens rappers portugueses, muitos deles influenciados pelo drill. Ainda que muito recente, a Ganda Cena é demonstrativa da evolução do hip-hop português e daquilo que o género tem para trazer no futuro. 

No final do ano passado, o Spotify introduziu ainda a playlist Rap Tuga: O Melhor de 2020, que destaca as músicas do género que tiveram a melhor performance ao longo do ano. Daqui a alguns meses, teremos a próxima compilação, dedicada a 2021. 

Em termos de artistas de grande impacto destacam-se, entre muitos outros nomes, o Julinho Ksd, que tem tido um crescimento impressionante com um enorme número de streams no Spotify, o grupo Wet Bed Gang, cujo projeto, “Ngana Zambi”, quebrou o recorde de álbum português mais ouvido no Spotify período de uma semana, ou a Nenny, que foi eleita a artista do mês de maio pelo programa EQUAL do Spotify.

Julinho Ksd refere: “Através do Spotify e de playlists como a Rap Tuga, consegui atingir os meus fãs e um público diferenciado”. A Nenny reforça: “O Spotify tem aberto mais horizontes para a música portuguesa, sendo uma plataforma que tem divulgado e representando cada vez mais o Rap Tuga”. Gson, dos Wet Bed Gang, acrescenta ainda: “O Spotify vai, sem dúvida, apoiar a internacionalizar o nosso trabalho. Ainda que os fãs nativos de língua oficial portuguesa sejam aqueles que nos compreendem em primeira instância, também falamos para os compreendedores de energia, e sem dúvida que o Spotify será um bom intermediário nisso”. Kroa, também dos WBG, finaliza: “o Spotify é uma ferramenta que nos tem ajudado a alcançar outros patamares”.

RAP TUGA

O Rap Tuga sempre se baseou fortemente no conceito de exaltar as raízes de cada um, de forma abrangente e considerando toda a diversidade que é inerente à essência de um português. O próprio nome “Tuga” remete a uma gíria que – se anteriormente chegou a ter uma conotação principalmente pejorativa para com os portugueses – mais recentemente foi reapropriada e transformada em algo que inspira orgulho. E há muito a dizer sobre esta coletividade e heterogeneidade que constitui a raiz nacional, e que quando traduzida para a musicalidade, cria um resultado que engloba os mais diversos elementos e sub-géneros.

FAVORITOS

Os dados globais fazem de Wet Bed Gang o grupo com mais streams diários no geral, devido ao projeto lançado em fevereiro, que bateu recordes, com Slow J e Bispo a terem um pico nos streams diários entre abril e maio.

Entre as canções com mais plays diários entre março e agosto de 2021, são de referir:

Os géneros musicais dominantes no Spotify português em 2021 são:

  • Pop
  • Dance pop
  • Pop rap
  • Post-teen pop
  • Rap
  • Trap
  • Rock
  • Hip hop
  • Electropop
  • Hip-hop Tuga

Em relação a faixas etárias, o Spotify concluiu que os ouvintes que mais consomem Rap Tuga no serviço pertencem à Geração Z, ou seja, têm entre 18 e 24 anos, o que compreende quase 50% dos ouvintes totais. A faixa dos 25-34, também conhecida como Millennials, é a segunda a mais ouvir o género, com quase 40% dos ouvintes.

O Rap Tuga também atravessa fronteiras, sendo que o Spotify concluiu que o género, fora de Portugal, é mais ouvido em países como França, Suíça, Reino Unido, Brasil e Luxemburgo. Nestes países, alguns dos artistas do género mais ouvidos são os Wet Bed Gang, Julinho Ksd ou a Nenny.

Partilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin