Trabalho híbrido: colaboradores das PME receiam não ter a possibilidade de desfrutar desta alternativa

trabalho hibrido
carga de trabalho dos funcionários é um dos fatores-chave que dita o regresso ao escritório, agravado pela falta de ferramentas para dar suporte a tarefas de alto valor durante o teletrabalho, e/ou trabalho híbrido

Colaboradores de pequenas e médias empresas em toda a Europa receiam ser forçados a voltar ao escritório porque trabalhar remotamente, inclusive num regime de trabalho híbrido, não permite que se concentrem na experiência do cliente ou no crescimento do negócio.

Estes são dados apurados num novo estudo publicado pela Ricoh Europa, no qual participaram mais de 1400 colaboradores de pequenas e médias empresas europeias. A maioria (58%) prevê que vai estar sobretudo no escritório quando as restrições da Covid-19 forem relaxadas. Ao mesmo tempo, preveem barreiras e dificuldades para trabalhar com dinamismo, devido aos pedidos em constante evolução dos clientes.

Quase metade (45%) afirma que seriam mais produtivos com menos encargos administrativos.

As formas tradicionais de trabalho evitam que as pequenas e médias empresas atinjam um resultado financeiro mais sólido, na medida em que os colaboradores têm menos tempo para vender ou para criar novos modelos de negócio. Para além destas oportunidades perdidas, a criatividade, a motivação e a satisfação dos colaboradores também são prejudicadas pelo desempenho de tarefas monótonas e rotineiras.

A carga de trabalho dos funcionários é um dos fatores-chave que dita o regresso ao escritório, agravado pela falta de ferramentas para dar suporte a tarefas de alto valor durante o teletrabalho, e/ou trabalho híbrido, e pelo investimento insuficiente em processos automatizados.

25% dos colaboradores pensa em mudar de empresa, atraídos pelo (tele) trabalho híbrido

Dois em cada cinco colaboradores têm dificuldade de acesso a conhecimento e a informação dos sistemas da empresa que necessitam, para oferecer um melhor atendimento ao cliente, enquanto trabalham remotamente. Isto limita o atendimento rápido, conveniente e personalizado que diferencia as empresas. Consequentemente, este cenário pode vir a favorecer concorrentes maiores, cuja equipa normalmente tem acesso aos dados necessários para otimizar a experiência do cliente.

Metade dos entrevistados (51%) acredita que os processos automatizados são a resposta. Além de melhorar a experiência de trabalho, apoiariam os esforços de retenção de talentos, como vendas, que muitas vezes são o rosto da empresa. Na verdade, um em cada quatro (25%) está a pensar em procurar trabalho em empresas melhor equipadas, para trabalhar à distância.

Em simultâneo, a automatização dos principais processos apoiaria os esforços para direcionar a fidelidade do cliente e posicionar as pequenas e médias empresas como entidades com mais experiência digital, logo, sem problemas de maior no regime de trabalho híbrido.

Xavier Moreno, Diretor de Marketing da Ricoh Espanha e Portugal, afirma: «Há anos que acompanhamos as pequenas e médias empresas nos seus desafios de transformação digital e sabemos que os seus recursos para investir em tecnologia são muito limitados. Mas investir para que seus colaboradores possam aceder a toda a documentação de maneira remota e segura tem um impacto positivo e imediato na sua agilidade e produtividade. Muitas vezes, as pequenas e médias empresas não detetam as suas necessidades até descobrirem que, ao automatizarem os seus processos de forma eficiente, podem obter economias de custo cruciais para a sua sobrevivência e competitividade. Otimizar os seus recursos e apostar nesta agilidade no acesso à informação pode constituir não só um avanço na forma de trabalhar, mas também um crescimento contínuo e sólido, rumo à consolidação de uma verdadeira empresa digital».

LEIA TAMBÉM: Teletrabalho em Portugal: apresentação de estudo sobre perceções de chefias e trabalhadores face à pandemia

Clique aqui para descobrir como a Ricoh pode ajudá-lo a equipar os seus colaboradores com as ferramentas certas e melhorar a experiência do cliente.

Contacto para meios de comunicação:

YOUNG NETWORK

Andreia Martins

[email protected]

+351 22 618 04 51

Ricoh Portugal

[email protected]

Partilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin